cozinha_

Tem as refeições do dia a dia, o almoço com a família, o jantar romântico, o happy hour com a galera, o lanche com a criançada, o cafezinho com o amigo de infância. Ou seja, comer fora, por escolha ou necessidade, é um hábito para todo o mundo.

E onde tem comida e bebida tem gente transformando o nosso prazer gastronômico em trabalho. Já parou para pensar na variedade de profissionais que faz essa engrenagem funcionar?

Alguns deles:

  • Cozinheiro
  • Auxiliar de cozinha
  • Nutricionista
  • Técnico em nutrição
  • Chef de cozinha
  • Sommelier
  • Barista
  • Bartender
  • Confeiteiro
  • Padeiro
  • Maître
  • Garçom
  • Copeiro
  • Recepcionista

Parece muito, não? E é mesmo.

O mercado de food service – ou área de alimentação – é forte. O país reúne 1 milhão de empresas, que geram cerca de 6 milhões de empregos diretos, segundo dados de 2014 da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Estima-se que o número de trabalhadores informais na área seja ainda muito maior.

Mesmo na retração econômica, o cenário continua promissor. Nos últimos dez anos, o setor cresceu, em média, 14% ao ano, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia). Só em 2015, avançou 8,5%.

Restaurantes, bares, lanchonetes, cafeterias, padarias, buffets, supermercados, hospitais… os estabelecimentos e as oportunidades de carreira são os mais variados. Afinal, se há comida é porque há muito trabalho nos bastidores!


Comentários

Comentários