Engenheiro ambiental atua na relação entre a sociedade e os recursos naturais.
Engenheiro ambiental atua na relação entre a sociedade e os recursos naturais.

Você tem afinidade com temas ligados ao meio ambiente e à sustentabilidade? Então, saiba que há um profissional da área de engenharia que atua exatamente na relação entre a sociedade e os recursos naturais: o engenheiro ambiental.

E o melhor: essa é uma opção de carreira com ótimas perspectivas. Uma pesquisa da revista norte-americana Forbes coloca a engenharia ambiental entre as 15 graduações mais promissoras até 2020 – principalmente em relação a salário e a oportunidades de trabalho.

E isso faz todo o sentido, pois a responsabilidade socioambiental e a sustentabilidade são assuntos em alta no mundo inteiro.

Aqui no Brasil, a tarefa é ainda mais complexa diante dos graves problemas de acesso a serviços de saneamento básico. Você sabia que apenas 50,3% dos brasileiros possuem coleta de esgoto em casa?**

Diante desse cenário, o engenheiro ambiental tem um papel superimportante a cumprir, não é mesmo?


Engenheiro ambiental
: atuação econômica e social

 

engenheiro_ambiental_2
O engenheiro ambiental e a sustentabilidade: busca por melhorias na qualidade de vida.

 

De forma geral, o engenheiro ambiental atua na redução dos impactos ambientais gerados pela ação do homem: sejam eles na água que bebemos, no solo que plantamos ou no ar que respiramos.

Lembrando que as soluções propostas por esse profissional não levam em conta apenas as questões ambientais, mas também os impactos econômico e social. Afinal,  esse é o significado mais amplo do conceito de sustentabilidade.

Na prática, o desafio não é simples: o engenheiro ambiental tem o dever de propor formas eficazes de melhorar a qualidade de vida das pessoas, mas de maneira que elas também sejam economicamente viáveis e, principalmente, que respeitem a natureza.  Bacana né?

Por exemplo: uma fábrica de tapetes que utiliza água para tingir tecidos precisa contratar esse profissional para garantir o destino correto desses resíduos e evitar qualquer risco de contaminação (do solo ou da água). É trabalho desse engenheiro solucionar essa questão em total acordo com as leis ambientais, mas também atendendo às necessidades econômicas e sociais daquela empresa/comunidade.

 

O que faz um engenheiro ambiental?

Conheça as principais atividades desse profissional: 

  • fazer análises de água e de resíduos como esgoto;
  • criar e acompanhar projetos ambientais e de sustentabilidade (principalmente para indústrias);
  • promover auditorias, fiscalização, análise de risco, avaliações de impactos ambientais;
  • atuar com saneamento e licenciamento ambiental, drenagem, poluição atmosférica, plano de gerenciamento de resíduos sólidos e contaminantes;
  • também pode atuar com pesquisa e estudos diversos na área da ciência.

 

Onde o engenheiro ambiental pode atuar?

O profissional pode trabalhar com essas atividades em:

  • organizações de diferentes setores, como  empresas de engenharia, indústrias e  serviços;
  • ONG’s ambientais (organizações não-governamentais);
  • órgãos do setor público, principalmente na área de fiscalização;
  • sua própria empresa, como autônomo (prestando consultorias).  

 

O curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do Senac

 

engenheiro_ambiental_3
A área de fiscalização é um das formas de atuação do engenheiro ambiental.

 

A curso de graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária do Senac tem como foco a sustentabilidade e o empreendedorismo, fornecendo conhecimentos de engenharia, economia, meio ambiente, além das questões sociais.

 

Conheça alguns destaques:

1 – Corpo Docente

O corpo docente é formado por mestres e doutores, que atuam no mercado e também desenvolvem pesquisas na área.

 

2 –  Vivências

Como essa é uma área em que o profissional trabalha grande parte do tempo in loco – nos locais onde há demanda – é fundamental que o aluno tenha experiências variadas com situações reais.

Para isso, o Senac promove, durante todo o curso, visitas monitoradas a empresas, indústrias, parques e estações de tratamento. Além de uma observação prática do que ele vê em teoria nas aulas, essas atividades promovem uma importante troca com profissionais do mercado e especialistas.

Por ser uma área que envolve diferentes áreas do conhecimento, o curso desenvolve os chamados projetos integradores, que são trabalhos que unificam diversas disciplinas e facilitam o processo de aprendizagem do aluno.

 

3 – Pesquisa

O aluno que se interessa por pesquisa na área pode participar de programas de iniciação científica, facilitando a vida de quem pensa em seguir a carreira acadêmica (fazer mestrado e doutorado). Para isso, o futuro pesquisador recebe forte incentivo para publicar seus artigos em revistas científicas e apresentar trabalhos em congressos nacionais e internacionais.

 

Viu como você pode construir uma carreira que vai influenciar a vida de muita gente?

Acredite no seu potencial porque o mercado requer cada vez mais profissionais com fôlego para encarar os novos desafios que virão.

Boa sorte!

 

Colaboração: Emília Satoshi Miyamaru Seo – Coordenadora do Curso de Bacharelado em Engenharia Ambiental e Sanitária do Senac.

** Dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), divulgados em janeiro de 2017 e referentes a 2015.


Comentários

Comentários