Medo de falar em público? Conheça 5 técnicas para vencer a timidez

Entenda a origem da ansiedade e aprenda a controlar as emoções para garantir uma apresentação de sucesso.

 

Grupo cinco jovens encostados em uma parede. Eles estão lado a lado e seguram balões usados em histórias em quadrinhos à frente de seus rostos, indicando timidez ao falar em público.
Medo de falar em público: saiba que existem técnicas para vencer a timidez.

Você já sentiu medo de falar em público? Calma, você não está só!

A capacidade de se comunicar com clareza, objetividade e assertividade abre muitas portas, tanto na vida profissional como pessoal.

Essa é uma competência essencial para quem deseja liderar equipes e se conectar com pessoas de forma impactante.

Mas para muitas pessoas falar em público costuma ser um grande pesadelo, a ponto de causar até desconfortos físicos no corpo: pernas bambas, suor nas mãos, boca seca e batimentos cardíacos acelerados.

– Mas por que surgem essas sensações?
– Até que ponto são preocupantes?
– Como lidar com elas?


Vamos tirar estas e outras dúvidas!

 

Por que sentimos medo de falar em público?

 

Homem jovem está em pé apresentando resultados em uma reunião empresarial. Ele está de cabeça baixa e olha para um texto em suas mãos. Ao mesmo tempo, enxuga suor que escorre de sua testa, indicando nervosismo.
O medo de falar em público pode ter diferentes origens.

 

Em primeiro lugar, é importante saber que ansiedade e medo são emoções normais e esperadas nesse tipo de situação.

Quando nos colocamos em situação de evidência, ficamos sujeitos a julgamentos diversos. O medo de reações inesperadas faz com que nosso cérebro entenda que estamos diante de uma ameaça.

Então, ele entra em estado de alerta, ativando respostas fisiológicas para enfrentar um provável perigo.

Este é um mecanismo de sobrevivência muito útil quando estamos em situações reais de risco de morte. O que não deveria acontecer quando a “ameaça” em questão é uma simples palestra.

Assim, é muito importante identificar e entender essas sensações para controlar as emoções e não se deixar dominar por elas.

 

Até que ponto a ansiedade antes de uma apresentação é normal?

 

De forma geral, a ansiedade considerada normal é aquela que não te impede de fazer o que precisa ser feito.

Mesmo as pessoas mais tímidas podem controlar as emoções e seguir adiante: em geral, elas possuem uma ansiedade vital e saudável, que movimenta pensamentos, ideias, ambientes, desejos e aspirações.

Mas quando a ansiedade domina e impede o orador de continuar uma apresentação, é hora de buscar por ajuda especializada.

O primeiro passo é identificar como e de que forma esse pavor de falar em público surgiu:


1. Infância

 

Uma jovem adolescente está em frente de uma lousa em uma sala de aula. Ela está com a testa encostada na lousa, indicando dificuldade em falar para a turma.
Medo de falar em público pode ter origem na infância.

Falar em público é uma construção que pode começar nos primeiros anos de vida. A criança pode, por exemplo, ter sido hostilizada em sala de aula, na família ou outros episódios do cotidiano.

São situações agudas que podem desencadear um estresse pós-traumático ou até mesmo uma distorção de aprendizagem que precisará ser desconstruída com apoio psicológico. 

 

2. Perfeccionismo excessivo e problemas na fala

 

Homem vestido com terno e gravata segura firme um microfone com as duas mãos, indicando que está fazendo uma apresentação.
Medo de falar em público, o perfeccionismo e os problemas na fala.

 

O perfeccionismo excessivo também está associado ao medo de falar em público. É até normal o esforço para entregar o seu melhor, mas o medo de não fazer uma apresentação perfeita não pode paralisar o orador.

Para evitar esse problema é importante internalizar que a perfeição não é um estado alcançável e que os erros fazem parte da experiência. Já pensou nisso?

A timidez também pode ser fruto de uma gagueira ou outros problemas da fala. Nesses casos, o melhor caminho é procurar um fonoaudiólogo.

Mas calma! Saiba que existem técnicas para vencer a timidez. E o melhor, não são nada complicadas. Confira!

 

Conheça 5 técnicas para vencer a timidez e o medo de falar em público

 

1. Prepare um roteiro previamente

 

Jovem mulher está em pé diante de uma sala de reunião. Ela segura uma folha na qual traz um roteiro da sua apresentação.
A produção de um roteiro é sempre uma importante aliado para amenizar o medo de falar em público.

 

A maioria das pessoas acha que comunicar é simplesmente “dar informações” a alguém ou a um grupo de pessoas. Mas esse processo é bem mais complexo.

Por isso, um dos maiores receios de um orador é não conseguir conectar as ideias e ser mal compreendido.

Prepare com antecedência o roteiro da sua fala. Isso ajuda a reduzir a insegurança, eliminando um foco determinante de ansiedade.

Organize o conteúdo definindo os tópicos de abertura, desenvolvimento e conclusão para não se perder na hora H.

 

2. Faça treinos de articulação

Jovem mulher está fazendo apresentação sobre um púlpito. Ela gesticula e fala com sorriso no rosto, demonstrando alegria e simpatia com a plateia.
Medo de falar em público: falar bem também é uma questão de treino e exercício.

 

Algumas pessoas têm certa dificuldade de pronunciar corretamente as palavras e acabam se retraindo. Mas não há motivo para se envergonhar!

Cada aparelho fonador tem suas próprias características, só precisamos treiná-lo adequadamente.

Isso pode ser feito com exercícios de trava-língua, que favorecem uma articulação eficaz mesmo diante de limitações como a conhecida língua presa. Eles tornarão sua fala mais limpa e clara, com expressão firme das palavras.

 

3. Treine: escute a sua voz

 

Jovem rapaz vestido de terno e gravata está diante de um painel de espelhos. Ele simula uma apresentação e se observa diante da própria imagem.
Medo de falar em público: adquira o hábito de gravar sua apresentação e ouvir-se.

 

Falar bem não é apenas organizar o conteúdo na mente: é também cuidar do tom de voz, que tem grande influência na absorção da informação.

Ao falar muito rápido, você pode passar a sensação de estar nervoso e não confiar no que diz. Já uma fala calma, porém firme, transmite confiabilidade e segurança.

Assim, o ideal é buscar uma voz sem falhas e engasgos, que imponha autoridade sem causar medo e mereça a admiração dos ouvintes.

A reação positiva do público diante desses cuidados ajudará você a relaxar e seguir adiante.


Para se preparar, faça o seguinte exercício:

  • Providencie um espelho de corpo inteiro e um gravador. Procure um local aberto onde você possa falar em um volume mais alto.
  • Grave essa apresentação para escutar a própria voz e identificar as pausas das pontuações, marcando onde respirar.
  • Ouça o áudio depois, fazendo um exercício crítico sobre o material gravado. Preste muita atenção em seu tom de voz: analise se é aguda, fraca, trêmula ou baixa.
  • Coloque as melhorias em prática, faça uma nova tentativa e treine bastante! Esse movimento vai garantir muito mais autoconfiança na hora da apresentação.

 

4. Observe sua postura

Jovem mulher em pé diante de uma plateia. Ela está de mãos cruzadas observando atenta a reação do público.
Medo de falar em público: atenção à sua postura durante a apresentação.

 

A postura de uma pessoa durante uma apresentação diz muito sobre ela e pode ser determinante para conquistar a adesão do público.

Costas curvadas passam uma impressão de descuido, enquanto a postura ereta indica uma pessoa segura, que sabe o que quer na vida.

E não é só o público que vai pensar assim: sua autoconfiança também estará diretamente relacionada à postura assumida.

Assim, durante a apresentação, procure seguir algumas técnicas:

  • Em pé ou sentado, mantenha a coluna ereta.
  • Não coloque as mãos nos bolsos, costas ou faça movimentos abaixo da linha da cintura e acima da linha da cabeça.
  • Jamais cruze os braços ou se apoie sobre alguma superfície.
  • Evite fechar as mãos em punho.
  • Mantenha sempre um sorriso no rosto.
  • Movimente-se de forma leve. Nunca faça movimentos bruscos ou altere o tom da sua voz repentinamente.
  • Não eleve sua cabeça para o alto, nem abaixe para o chão: olhe diretamente para as pessoas – com simpatia, sem altivez.

 

5. Relaxe e respire!

Jovem está sentado em uma mesa em frente de um computador portátil. Ele está de olhos fechado e faz um movimento de relaxamento usando as suas mãos sobre a nuca.
Medo de falar em público: técnicas de relaxamento antes de uma apresentação podem trazer muitos benefícios.

 

Antes da apresentação, procure se isolar por alguns minutos e fazer uma prática bem simples: RESPIRAR!

Enquanto a respiração curta e rápida alimenta a ansiedade, uma respiração lenta e profunda gera alterações absolutamente significativas no corpo humano, como:

  • Redução dos batimentos cardíacos e a pressão arterial.
  • Relaxamento muscular.
  • Sensação de tranquilidade e redução da ansiedade.
  • Oxigenação do cérebro para facilitar a conexão das ideias.

Assim, organize-se para ter esse tempo e evite correrias antes de falar.

Alongue-se e prepare o corpo para enfrentar o público com uma postura firme e relaxada.


Para se preparar, faça o seguinte exercício:

  • Fique em uma posição confortável.
  • Inspire devagar, enchendo todo o seu pulmão de ar.
  • Segure o ar por 2 ou 3 segundos.
  • Expire de forma lenta.
  • Faça isso até perceber uma diminuição dos batimentos cardíacos e da ansiedade, entrando em um estado totalmente relaxado.

 

_________________________

Se ainda for muito difícil seguir sozinho todas essas dicas, um curso de expressão verbal pode ser uma ótima opção: durante o treinamento, as técnicas associadas às vivências vão ajudar bastante você a perder o medo de falar em público e melhorar a performance.

Aulas de teatro também podem ser muito úteis para exercitar a desinibição.

E aí, você se sente preparado para começar? Se ainda precisar de ajuda, conheça também os cursos da área de Comunicação do Senac São Paulo.

Colaboração:
Simone Martins Alves, docente do Senac Francisco Matarazzo.

 


Veja também!

Comentários

Comentários