Female hairdressers working in hair salon.
Salão de beleza de sucesso: conhecimento na área de gestão é fundamental.

Se você já quis ter um salão de beleza de sucesso ou começou a pensar nisso nos últimos anos, fique atento!

Sonho antigo ou recente, o fato é que manter um salão de beleza pode ser um grande desafio para quem não tem conhecimentos em gestão.

Você já deve ter percebido: o brasileiro é um povo vaidoso mesmo. Os números provam isso. Somos o terceiro maior mercado de beleza do mundo, perdendo só para China e Estados Unidos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Apesar de ser um dos setores menos impactados pela instabilidade econômica, atuar com beleza exige cada vez mais preparo para alcançar bons resultados.

Você sabia que existem aqui no país mais de 600 mil salões de beleza – isso considerando apenas os formalizados?  Que tal fazer parte dessa lista?

  

Conheça nossas dicas para ter um salão de beleza de sucesso!

 

Salão de Beleza de Sucesso: promova e estimule a capacitação de seus funcionários.
Salão de beleza de sucesso: promova e estimule a capacitação de seus funcionários.

 

 1 – Invista em capacitação na área da beleza

Pode até parecer um pouco óbvio, mas é sempre bom lembrar: não há planejamento, dedicação e simpatia capazes de levar o negócio adiante se não houver também um profundo conhecimento técnico dos serviços que o salão oferece. Por isso, não deixe de investir, de maneira constante, na formação e qualificação da equipe.

É essencial que os profissionais, além de dominar as boas práticas e os procedimentos comuns a cada tipo de atendimento, se atualizem sobre novas técnicas e tendências que possam melhorar a experiência do cliente. Uma boa alternativa é participar de feiras, workshops, além, claro, de cursos de capacitação. É uma medida boa para todo mundo: você ganha uma equipe mais motivada e seus consumidores ficam mais satisfeitos.

 

2 – Faça cursos na área de gestão!

Não precisa ser especialista nem ter formação superior na área de gestão, mas é fundamental ter conhecimentos para fazer o planejamento do seu estabelecimento – considerando os recursos físicos, humanos e financeiros, além de compreender os aspectos legais específicos desse mercado.

Cursos de curta duração podem ajudar a ampliar seus conhecimentos sobre planejamento, organização, liderança, gestão de pessoas, atendimento ao cliente, marketing, fluxo de caixa, entre outros.

 

 3 – Conheça o mercado e esteja muito bem informado

Enquanto os conceitos de administração servem para analisar o que ocorre dentro do negócio, é olhando para fora que se tem um panorama de inovações, tendências e até dificuldades comuns na área da beleza. Acompanhe notícias, participe de eventos e observe a forma como os concorrentes trabalham. Tudo isso também é fonte de estudo sobre o setor.

 

 4 – Monte uma boa equipe

 

Salão de Beleza de Sucesso: Equipe motivada e capacitada reflete em bons atendimentos.
Salão de beleza de sucesso: Equipe motivada e capacitada reflete em bons atendimentos.

 

Além de mostrar competência nas tarefas operacionais, os profissionais precisam estar comprometidos com o atendimento cordial e de qualidade do início ao fim da permanência do cliente no salão.

Vale ficar atento à recente mudança na lei que regulamenta a relação entre salões e colaboradores – o profissional pode ser contratado (regime CLT) ou trabalhar em parceria com o proprietário (via contrato).

Nessa área, o registro de MEI (Microempreendedor Individual) é pouco comum, pois, de acordo com a lei, o microempreendedor individual deve executar todas as funções do negócio. Então, não faz muito sentido adotar esse regime de trabalho, já que a maioria dos salões é composta por uma equipe com diferentes funções: manicure, pedicure, depilação, corte de cabelo, maquiagem, entre outras.

 

 5 – Comunique e fidelize

 

Salão de Beleza de Sucesso: comunicação e fidelização são peças-chave.
Salão de beleza de sucesso: comunicação e fidelização são peças-chave.

 

Cuide da divulgação dos serviços e da fidelização de quem já é cliente. Redes sociais, panfletos e anúncios, em geral, podem ser boas formas de atrair mais gente, mas vale analisar cada caso.

O “boca a boca” costuma ser uma propaganda ainda mais eficaz – mais um motivo para manter os frequentadores do salão sempre satisfeitos. Procure conhecer esse cliente e apostar em ações de relacionamento, como divulgação exclusiva de lançamentos, programas de fidelidade e descontos especiais.

 

6 – Evite cometer erros comuns

 

Salão de Beleza de Sucesso: faça um check-list e aponte pontos de melhoria!
Salão de beleza de sucesso: faça um check-list e aponte pontos de melhoria!

 

 – Falta de visão do negócio a longo prazo

Mesmo em um dos setores menos impactados pela instabilidade econômica, é preciso preparo para alcançar bons resultados. Mesmo para quem não tem conhecimentos de gestão, planejar investimentos, controlar despesas e buscar melhorias devem fazer parte da rotina do estabelecimento.

– Atuar sem registro nos órgãos públicos

Sem dúvida, esse erro é fatal para o seu negócio, já que os salões de beleza são fiscalizados com bastante rigor pelas secretarias municipais de saúde. Isso porque a rotina desse tipo de empresa passa por atividades que podem colocar a saúde e o bem-estar de seus clientes em risco.

Por isso, é preciso seguir padrões de esterilização de utensílios e instrumentos, saber usar corretamente substâncias como o formol ou a cera para depilação, entre outros produtos.

Então, não pule etapas e atue sempre em conformidade com a lei. Antes das providências de registro e legalização da empresa, procure um profissional da contabilidade e se informe sobre as exigências legais no âmbito estadual, municipal, no Código de Defesa do Consumidor e na Vigilância Sanitária, órgão que estabelece as normas a respeito do uso de cosméticos, esmaltes, produtos para tratamento capilar, etc.

Outra questão importante: é imprescindível saber quais impostos precisam ser pagos e como funcionam esses recolhimentos. O assunto pode ser meio chato, mas é preciso entender o enquadramento tributário do seu negócio e como ele se encaixa na legislação.

E agora, se sente mais preparado para encarar o desafio? Seja o dono do seu próprio negócio, invista em sua formação como um gestor, se inspire e se destaque nessa área!

Boa sorte!

Colaboração: Amanda Bueno, docente do Senac Penha.

 


Comentários

Comentários