O produto em destaque: conheça o trabalho de vitrinista

Confira 6 competências essenciais para atuar na profissão.

Você já pensou na importância do trabalho do vitrinista?
Você já pensou na importância do trabalho do vitrinista?

Talvez você nunca tenha parado para pensar sobre a importância do trabalho de vitrinista. Mas, na prática, quem nunca se apaixonou por um produto exposto na vitrine passeando pelos corredores de um shopping center?

É função do vitrinista tornar aquele sapato inesquecível ou transformar a última versão daquele smartphone em nosso “amor à primeira vista”.

É missão desse profissional:

  • compor uma vitrine atrativa na fachada da loja que encante e atraia os clientes, transformando o interesse inicial no produto em venda, em qualquer segmento do comércio;
  • organizar a vitrine de maneira estética, utilizando recursos como cores, paisagens, imagens, iluminação, texturas, cenários e até sensações, trabalhando de acordo com o tema escolhido ou a história a ser contada.

 



Você sabia?

3D Isolated Red Question Mark. Doubt Solution Support Concept.
A vitrine é o meio de comunicação entre o consumidor e a loja, reunindo aspectos da moda, do design, da venda e do marketing.
Por isso, ela é parte fundamental do sucesso do negócio, contribuindo, de acordo com especialistas, com até 70% das vendas. Surpreendente, né?

 

 


O trabalho de vitrinista: uma tradição que ainda encontra desafios

 

O trabalho de vitrinista é visto principalmente nos shopping centers.
O trabalho de vitrinista é visto principalmente nos shopping centers.

 

O vitrinismo é uma das profissões mais antigas de que se tem notícia: nos primórdios dos mercados árabes, já havia a exposição de peças sobre tecidos ou bancadas, separadas por grupos de produtos e cores.

A Europa é considerada o berço do vitrinismo mundial, onde a tradição é muito forte. Por lá, as vitrines de marcas famosas ultrapassam séculos e atingiram alto nível de sofisticação.


O desafio brasileiro

 

O trabalho de vitrinista é bastante valorizado no exterior.
O trabalho de vitrinista é bastante valorizado no exterior.

 

Por ser um diferencial de marketing e uma ferramenta para alavancar negócios, no exterior, os lojistas valorizam demais o vitrinista.

Aqui no Brasil, contudo, ainda é um desafio fazer com que pequenos lojistas entendam que a vitrine é a grande responsável pelas vendas e que merece a devida atenção durante todo o ano, de acordo com um calendário promocional.

A boa notícia é que as grandes redes de departamento investem cada vez mais na apresentação dos produtos, trazendo valorização para o profissional capacitado.

Você já deve ter percebido como tem se tornado comum ver vitrines bem caprichadas no dia a dia dessas lojas, em especial nas datas comemorativas clássicas como o dia das mães, dia dos pais, Carnaval e Réveillon, quando os vitrinistas apostam em superproduções para “tirar o fôlego” do consumidor!


Como está o mercado de trabalho?

 

As lojas de comércio de rua também utilizam a vitrine como forma de atrair os consumidores.
As lojas de comércio de rua também utilizam a vitrine como forma de atrair os consumidores.

 

Nas últimas décadas, a cultura do vitrinismo cresceu nas médias e grandes lojas de departamento. Felizmente, há um excelente espaço para esse profissional atuar, já que é um nicho em expansão, sobretudo com o reaquecimento do comércio.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o vitrinista (classificado como designer de vitrines) pode atuar como autônomo em todos os segmentos do comércio ou ser contratado em regime CLT.

A remuneração desse profissional varia conforme a quantidade de horas trabalhadas e a intensidade e importância de cada projeto. Em datas comemorativas, por exemplo, o valor pode aumentar consideravelmente.


Vitrinista × visual merchandiser

 

Dois profissionais que transformam o ato de comprar em uma verdadeira experiência.
Dois profissionais que transformam o ato de comprar em uma verdadeira experiência.

 

Se você também tem essa dúvida, vamos esclarecê-la agora!

Enquanto o vitrinista cuida da ambientação da vitrine, o visual merchandiser atua mais na parte interna da loja, criando a identidade e a personalidade da marca por meio do design e da disposição dos produtos.

Em comum, as duas profissões atuam na motivação dos consumidores e buscam influenciar sua decisão de compra.

No mercado de trabalho, há muitos profissionais que já desempenham as duas atividades, gerando sintonia entre a vitrine e o interior da loja.  Essa é uma tendência crescente no Brasil.


E para a internet, existe o vitrinismo virtual?

Apesar de o visual ser a base de um comércio eletrônico, não existem vitrinistas especializados em lojas virtuais. Esse trabalho normalmente é feito por um profissional da área de tecnologia da informação.

Se depender da tendência do próprio mercado e a explosão do e-commerce, é bem possível que surjam vitrinistas especializados nesse tipo de plataforma. Fique atento!

 

6 competências essenciais para o trabalho de vitrinista

 

O trabalho de vitrinista requer algumas competências essenciais como a criatividade e organização.
O trabalho de vitrinista requer algumas competências essenciais como a criatividade e organização.

 

1. Criatividade e inovação – cada vitrine deve ser encarada como um desafio único e, de preferência, deve “contar uma história”.

 

2. Familiaridade com a moda e as tendências – é um grande diferencial para tornar a vitrine mais contemporânea e não errar em sua composição. Fazer a produção de manequins é uma técnica muito exigida pelos lojistas.

 

3. Persistência, organização e disciplina – muitos jobs acompanham calendários promocionais, então é preciso entregá-los dentro do prazo estipulado. Uma dica: sempre tenha o portfólio atualizado, isso transmite profissionalismo e passa mais confiança ao cliente.

 

4. Visão mercadológica dos produtos – para combinar os componentes de forma harmoniosa e atrair o cliente para a compra, é importante conhecer a psicologia das cores e dominar as ferramentas e os elementos de fixação para os objetos decorativos.

 

5. Desenvolver uma visão estética – quanto mais apurada for essa visão, maior a capacidade de garantir a harmonia entre os componentes decorativos e o produto que será exposto. Conhecer uma grande variedade de materiais para a composição da vitrine facilita muito na hora de criar conceitos para seus jobs.

 

6. Aprendizado contínuo – como em qualquer carreira, estudar, conhecer o mercado e os concorrentes e estar antenado com as novidades tornam o profissional mais completo e competitivo.

  


Afinal, como é a formação de um vitrinista?

Para trabalhar como vitrinista, não é necessária a formação de nível superior, contudo muitos profissionais formados em publicidade, marketing, arquitetura e design de interiores têm procurado essa área.

Para quem deseja começar a atuar no setor, é possível buscar um bom curso livre para conhecer todas as etapas e os detalhes desse trabalho.

 

Simplesmente um luxo!

 

Trabalho de vitrinista: o mercado de luxo é uma das possibilidades de especialização na área.
Trabalho de vitrinista: o mercado de luxo é uma das possibilidades de especialização na área.

 

Como em outras profissões, há ainda formações específicas para diferentes nichos, como é o caso do mercado de luxo, em que os itens de decoração devem acompanhar a sofisticação dos produtos que serão expostos.

Nesse caso, o profissional aprende a criar projetos com padrões contemporâneos, com a possibilidade de trabalhar a identidade e a história de uma marca em sintonia com seus valores e imagem institucionais. Bacana, né?

E aí, se interessou por essa profissão? Você acha que teria sucesso nessa carreira?

Aproveite a valorização do mercado pelo trabalho de vitrinista e siga em frente!

Boa sorte!

Colaboração:
Dorival dos Reis, docente do Senac Lapa Tito.


Comentários

Comentários