Início Carreiras Curso de extensão universitária: por que fazer?

Curso de extensão universitária: por que fazer?

Conheça alguns motivos para investir nesse tipo de formação rápida e focada na atuação profissional.

curso de extensão
Curso de extensão universitária: opção ideal para dar uma turbinada no currículo.

 

Antes dos motivos para investir em um curso de extensão, convidamos você a refletir sobre as mudanças no mercado de trabalho e, para isso, vamos voltar um pouco no tempo. Vamos lá?

Até alguns anos atrás, as carreiras eram construídas, basicamente, dentro das áreas de formação, ou seja, a pessoa costumava se especializar em temas ligados à faculdade que cursou.

Por exemplo, quem fazia Direito estudava para trabalhar na advocacia ou em outras áreas do poder Judiciário como Promotoria, Defensoria Pública etc.

Isso veio mudando de uns anos para cá. Claro que seguir uma carreira no ramo de formação ainda é o objetivo de muita gente, mas observamos também a construção de carreiras menos verticalizadas, com profissionais transitando entre áreas.

O próprio mercado vem estimulando isso, e se abre cada vez mais para o que chamamos de profissionais “multicompetências”. Sabia disso?

E mais, o mercado continua valorizando muito quem está em busca de novos conhecimentos e prioriza uma atualização contínua, em todas as áreas.

Quer um exemplo?

Se alguém com formação em engenharia assumir um cargo de gestão de uma empresa, poderá desempenhar essa função com muito mais preparo e eficiência se adquirir conhecimentos na área de gestão de pessoas.

E um curso de extensão certamente vai trazer essa competência exigida. Deu para entender?

 

Extensão universitária e os novos desafios da formação

 

extensão universitária
A extensão universitária prepara profissionais para as novas demandas do mercado.

 

A pandemia da Covid-19 gerou enorme queda no número de empregos, provocou o fechamento de muitas empresas e, assim, fez despencar a renda familiar. Todo mundo acompanhou isso.

Dessa forma, profissionais precisaram se reinventar, ter criatividade para adquirir novos conhecimentos e, a partir daí, buscar novas oportunidades de trabalho.

Até a forma de estudar mudou. Com o distanciamento social, as pessoas tiveram que adequar a sua rotina ao ambiente on-line, inclusive nas formas de buscar (re)qualificação.

Aliás, este cenário de estudo com ferramentas digitais era previsto pelas escolas e a pandemia só acelerou esse processo.

Resumindo, o importante é que você identifique o melhor formato para se qualificar profissionalmente. E fazer um curso de extensão pode ser uma excelente opção.

 

O que é e como funciona um curso de extensão 

 

extensão e conteúdo especializado
Extensão universitária: conteúdo especializado, objetivo, de rápida formação.

 

Talvez você tenha algumas dúvidas se um curso de extensão é mesmo para você. Mas calma, reunimos informações valiosas que vão te ajudar a tomar essa decisão:

  • o que é um curso de extensão universitária;
  • quem pode fazer;
  • em que difere dos demais cursos;
  • quais vantagens traz para a carreira;
  • de que forma se relaciona com as profissões e o mercado de trabalho.

Nunca foi tão necessário se diferenciar no mercado, e você não vai querer ficar em desvantagem, certo?

Então, bora entender mais?

Vivemos um mundo cada vez mais acelerado e em constante transformação, e a demanda por profissionais competentes e que invistam em atualização constante é crescente.

Por isso, a formação precisa ser cada vez mais objetiva e focada na atuação profissional. A extensão universitária se encaixa bem nesse contexto, já que:

  • é uma especialização consistente;
  • é um componente da educação de nível superior;
  • é focada nos desafios reais do mercado de trabalho.

Ou seja, propõe um aprendizado mais direto ao ponto, eficiente e dinâmico, fundamental nos tempos em que vivemos. Concorda?

Na prática, esse tipo de formação se aprofunda em temas específicos em um curto período, que pode ser desde poucas horas de aula a algumas semanas.

Por essas características, também costuma ser mais acessível, pois custa menos.

E assim como nos cursos de pós-graduação, os títulos de extensão atendem a praticamente todas as áreas de conhecimento.

Fora a diversidade de públicos que pode acessar esse tipo de formação: tanto para quem está no início da formação superior como profissionais mais experientes.

Há apenas uma exigência sobre quem pode fazer um curso de extensão: estar cursando ou já ter concluído a faculdade.

 

4 motivos para fazer um curso de extensão

 

A extensão oferece níveis de aprendizado que podem ser decisivos em diferentes momentos da vida profissional (e pessoal).

 

Você pode estar se perguntando: qual melhor momento para fazer um curso de extensão?

Não existem regras nesse sentido, mas pode ser uma escolha decisiva em diferentes fases da vida. A necessidade do aprendizado é que vai indicar o melhor momento.

A seguir, vamos trazer alguns motivos e dar exemplos para você perceber melhor como a extensão pode ser a solução mais eficiente, independentemente da fase profissional que você vive atualmente.

 

1 – Aprofundar seu conhecimento e se diferenciar

Um curso de extensão universitária vai te proporcionar níveis de conhecimento e especialização capazes de te diferenciar na profissão. De gente assim que o mercado busca, afinal.

 

2 – Direcionar os estudos desde a faculdade

Imagine que você faz faculdade de TI e começa a se interessar pelo mercado de games.

Uma extensão universitária na área de games, por exemplo, pode ajudar nesse direcionamento.

Assim, você experimenta mais dessa área e pode partir para o mercado em busca de uma oportunidade já no segmento.

Igualmente importante: consegue combinar com a faculdade, como se fosse mais uma disciplina.

 

3 – Investir na evolução da sua carreira

Agora, pense na seguinte situação. Você fez sua faculdade na área da saúde. No hospital em que você trabalha, o setor de auditorias está em expansão e você nota ali uma oportunidade de crescimento profissional.

Porém, para se colocar à disposição para uma vaga, você precisa entender mais sobre normas e parâmetros de conduta técnica e ética em hospitais. O que você faz, então?

Fazer o curso de extensão em Auditoria Médico-hospitalar, por exemplo, irá rapidamente te qualificar para o cargo. Legal, né?

 

4 – Ampliar sua paixão por um hobby

Se você gosta de gastronomia, moda e beleza, meio ambiente, fotografia, entre tantas outras áreas, um curso de extensão vai ampliar seus conhecimentos em assuntos que são sua paixão.

 

Curso de extensão e as disciplinas de pós-graduação

 

Existe uma certa confusão entre um curso de extensão universitária e disciplinas da pós-graduação. Isso porque, para muitas pessoas, são sempre a mesma coisa, mas não é bem assim.

Vamos explicar: boa parte das disciplinas de pós é oferecida também como curso de extensão, mas isso não é uma regra. E nem todas as escolas têm essa prática.

A vantagem quando há essa integração é que você consegue direcionar melhor o seu aprendizado.

Por exemplo, pode começar por uma disciplina e, quando puder (ou quiser), parte para uma pós-graduação. Nesse caso, não vai precisar cursar novamente a mesma matéria. Interessante, né?

Mas reforçando, nem sempre tudo está integrado. Há curso de extensão e disciplinas de pós-graduação totalmente independentes, sem qualquer conexão entre eles.

 

Extensão universitária ou curso livre: o que escolher?

 

Dependendo do seu nível de conhecimento, um curso de extensão pode ser mais apropriado.

 

Se em um curso de extensão você aprende algo em específico e nos cursos livres também, qual a diferença entre eles, então?

Está na profundidade do conteúdo.

Os livres são bem eficientes e costumam ter um viés profissional, mas podemos classificá-los como cursos de entrada no mercado.

Ou seja, são para pessoas que estão começando ou têm conhecimento bem pontual sobre algo.

Já a extensão é uma alternativa mais robusta, com abordagem bem aprimorada, e vai trazer uma perspectiva profissional maior.

Como o conteúdo é bastante especializado, conecta-se de modo mais consistente tanto com a área quanto com o próprio itinerário do ensino superior.

Portanto, para quem já trabalha e precisa se especializar rapidamente em algo, é a opção mais completa.

Vamos para mais um exemplo?

Caso você ainda não tenha experimentado nada de uma área e deseja testá-la, pode começar por um curso livre.

Logo, se você gostar, poderá se especializar fazendo um curso de extensão.

E tem ainda uma diferença importante, que já mencionamos aqui: pode fazer extensão quem está cursando ou já concluiu a faculdade.

Já um curso livre é permitido para pessoas com diferentes níveis de escolaridade.

  

 

Curso de extensão on-line ou presencial?

 

Extensão universitária: é possível optar pelo aprendizado no formato tradicional ou de modo mais flexível.

 

Como citamos, a necessidade do distanciamento social ampliou as possibilidades da formação on-line e remota, com aulas ao vivo.

E quem ainda não havia experimentado esses formatos de aprendizado, descobriu que eles trazem vantagens por serem mais flexíveis.

A extensão universitária segue esse mesmo movimento.

Essa modalidade cresce no modelo presencial, se expande e se fortalece igualmente no remoto (ao vivo) e no híbrido, que combina os dois formatos.

Além de ganhar mais espaço também na educação a distância (EAD), que é um formato já criado para o aprendizado 100% digital.

E então, bora começar?

Pronto, agora que você já conhece todas as vantagens que a extensão universitária oferece, programe-se para começar a sua!

Ficou evidente que a proposta de ensino é resolutiva e ajuda na evolução profissional, seja na carreira, empreendendo ou para mudar de área. E até mesmo no seu hobby, certo?

Percebeu que é momento de se especializar para conquistar objetivos? Vá de curso de extensão universitária!

 

Colaboração:

Elias Roma Neto, coordenador de Projetos Educacionais no Ensino Superior do Senac São Paulo.

Ricardo Felix de Souza, coordenador de Projetos Educacionais no Ensino Superior do Senac São Paulo.


Comentários

Comentários