Início Carreiras Você sabe o que faz um engenheiro de produção? Esclareça suas dúvidas...

Você sabe o que faz um engenheiro de produção? Esclareça suas dúvidas sobre a profissão

Conheça também os desafios na formação desse profissional: da escolha da faculdade ao desenvolvimento de competências para ter sucesso na área.

Engenheiro de produção: formação amplia as possibilidades de atuação desse profissional.
Engenheiro de produção: formação amplia as possibilidades de atuação desse profissional.

 

Dá para imaginar um engenheiro de produção trabalhando na equipe de um longa-metragem?

Parece estranho, mas o cinema está entre as diversas possibilidades de carreira desse profissional.

O motivo está na formação acadêmica, que qualifica esse engenheiro a atuar como um gestor capaz de resolver problemas que envolvam processos tecnológicos.

São competências que as empresas já enxergam como fundamentais em suas rotinas de trabalho: otimizar processos e sistemas e manter a sustentabilidade do negócio.

Você tem dúvidas sobre a profissão e onde trabalhar?

É só continuar lendo este post.

 

 Entenda o que faz o engenheiro de produção

 

Engenheiro de produção: mais produtividade e qualidade para a empresa, melhorias foco na sustentabilidade do negócio.
Engenheiro de produção: mais produtividade e qualidade nos processos com foco na sustentabilidade do negócio.

 

De uns anos para cá, o profissional da Engenharia de Produção deixou de ser absorvido apenas pela indústria automobilística, onde surgiu a profissão, e passou a assumir postos de trabalho em diferentes setores, como o de serviços.

Com um perfil mais generalista em relação às demais engenharias, trata-se de um profissional qualificado não só para ser um gestor de projeto, operação ou negócio.

Ele também é capaz de, como técnico, identificar problemas e propor soluções na fabricação de um produto ou na estruturação de um serviço que envolva tecnologia.

Para isso, é preciso considerar alguns aspectos, entre eles, humanos, materiais, econômicos, sociais e ambientais.

O papel do engenheiro de produção é levar mais produtividade e qualidade para a empresa, garantindo melhorias financeiras e socioambientais com foco na sustentabilidade do negócio.

 

Veja onde trabalhar depois de formado

 

O campo de atuação do engenheiro de produção é bem amplo. Além das indústrias tradicionais, como a mecânica, a química e a siderúrgica, as inovações tecnológicas e a inteligência artificial têm demandado cada vez mais profissionais qualificados para assumir novas funções nas empresas.

 

Destaque para três setores promissores:

 

1 – Setor de Serviços

 

Engenheiro de Produção no setor de Serviços: gestão e realinhamento do negócio.
Engenheiro de Produção no setor de serviços: gestão e realinhamento do negócio.

 

Vagas nas áreas da saúde, como em hospitais, do entretenimento e até em startups.

Vale a pena ficar de olho nesse setor, principalmente quem é recém-formado, uma vez que essas empresas costumam crescer muito rápido, mas de forma desordenada.

Esse contexto é uma ótima oportunidade para os engenheiros de produção, já que estão preparados para gerir e realinhar o negócio.

 

 

2 – Setor Financeiro

 

Engenheiro de Produção no setor de Financeiro: melhoria nos processos de segurança.
Engenheiro de Produção no setor de Financeiro: melhoria nos processos de segurança.

 

Outro segmento que tem valorizado o profissional é o financeiro. Em bancos, por exemplo, ele consegue contribuir para a melhoria dos processos de segurança, como:

  • desenhar processos financeiros;
  • avaliar demandas de produtividade;
  • auxiliar na implementação de um sistema de arquivamento de dados.

 

 

3 – Indústria 4.0

 

Engenheiro de Produção na Indústria 4.0: tecnologias aplicadas aos processos de fabricação.
Engenheiro de Produção na Indústria 4.0: tecnologias aplicadas aos processos de fabricação.

 

Se você não ouviu falar nesse termo, fique atent@. A Indústria 4.0 – ou da quarta revolução industrial – é um conceito que abrange as inovações tecnológicas voltadas à automação industrial, ao controle e à TI, aplicadas aos processos de fabricação.

A Indústria 4.0 tem feito a indústria se reinventar, o que demanda a busca por engenheiros qualificados com competências ligadas à tecnologia.

 

________________________________________

 

Mulheres ganham espaço na Engenharia de Produção

 

Mulheres da Engenharia de Produção: ganhando cada vez mais espaço na área.
Mulheres da Engenharia de Produção: ganhando cada vez mais espaço na área.

 

Se você pensa que se trata de um ofício meramente masculino, está enganad@. As mulheres têm conquistado seu espaço nessa área.

Prova disso está em um estudo* apresentado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A análise do perfil dos profissionais no Brasil, nos últimos anos, mostra uma evolução do público feminino na categoria.

Em relação ao total de homens, em 2003, eram 16,8% de empregadas; em 2009, 18,7%; e, em 2013, 20,8%.

_____________________________________

 

Cargos relacionados à Engenharia de Produção

 

Engenheiro de Produção: pode atuar como Gerente de produção ao gerencia, definir e implementar programas de fabricação.
Engenheiro de Produção: pode atuar como Gerente de produção ao gerenciar, definir e implementar programas de fabricação.

 

Entre as funções exercidas por um engenheiro de produção, destaque para:

  • Engenheiro de processos: estuda atividades, elabora propostas de melhorias e pesquisa o melhor aproveitamento da mão de obra e das matérias-primas.
  • Gerente de produção: gerencia, define e implementa programas de fabricação e elabora planos de acordo com o orçamento da empresa.
  • Engenheiro de qualidade: está apto a monitorar a implementação de ações corretivas identificadas em processos de auditoria e realizar avaliações técnicas.
  • Engenheiro de suprimentos e logística: é capaz de melhorar processos que envolvam os suprimentos da empresa usando técnicas e sistemas de tecnologias apropriados.
  • Engenheiro de compras e de vendas: atua diretamente com fornecedores, identificando oportunidades de negócios; apresenta novas soluções de produtos e serviços; elabora propostas técnicas comerciais; e realiza atendimentos pós-venda.

 

Além disso, o profissional formado em Engenharia de Produção pode seguir a carreira acadêmica, ministrando aulas em universidades e até atuando como pesquisador.

Sem falar que a Engenharia é uma das áreas mais capacitadas para empreender.

O profissional identifica uma oportunidade, desenvolve alguma solução inovadora e viabiliza sua oferta para o mercado ou presta serviço como consultor, por exemplo.

 

  

Habilidades essenciais do profissional

 

Engenheiro de Produção: entre as habilidades essenciais está o desenvolvimento de uma atitude empreendedora.
Engenheiro de Produção: entre as habilidades essenciais está o desenvolvimento de uma atitude empreendedora.

 

Para ter sucesso como engenheiro de produção, é imprescindível desenvolver uma visão sistêmica.

Ou seja, ter a capacidade de olhar tudo o que está interligado à cadeia produtiva, como pessoas, máquinas e tecnologias, e não apenas o problema.

É necessário também saber planejar e desenvolver uma atitude empreendedora, de forma que consiga resolver determinado problema, considerando as variáveis envolvidas.

Entre outras competências estão:

  • Pensamento crítico;
  • Raciocínio lógico;
  • Domínio da tecnologia da informação;
  • Postura de engenheiro-cidadão, considerando aspectos econômicos e socioambientais;
  • Habilidade de diálogo, comunicação e cooperação.

Claro que todas essas competências devem ser desenvolvidas durante a formação, o que veremos a seguir.

 

  

Faculdade de Engenharia de Produção e estágio

 

Profissão na Prática: durante a Faculdade de Engenharia de Produção o estágio obrigatório.
Profissão na Prática: durante a Faculdade de Engenharia de Produção o estágio é obrigatório.

 

Quem sonha com a profissão de engenheiro de produção precisa fazer uma faculdade. O curso dura cinco anos e pode ser feito em um período (em geral, manhã ou noite).

Caso essa seja a sua vontade, prepare seus conhecimentos na área de exatas. Isso porque a base curricular é formada por muitos cálculos, como em qualquer curso de engenharia.

A formação também traz disciplinas como:

  • Matemática, Física e Química;
  • Administração, Economia e Estatística;
  • Linguagem de programação;
  • Sistemas da informação;
  • Automação industrial.

 

Atenção: isso não significa que alunos com menos afinidade com a área de exatas não possam se dar bem no curso.

Existem ainda matérias relacionadas às áreas de gestão de pessoas e de processos, como:

  • Gerenciamento de conflitos;
  • Gestão da produtividade e da qualidade;
  • Sustentabilidade e inovação, entre outras.

 

Estágio

 

Para começar a atuar na área, é obrigatório passar por uma fase de estágio, uma exigência do Ministério da Educação (MEC).

A carga horária mínima é de 160 horas, que podem ser contabilizadas a partir do terceiro ano da faculdade.

Essa é até uma forma de ganhar um dinheiro extra antes mesmo da colação de grau.

 

_______________________

 

Engenheiro de Produção X Administrador de Empresas

 

Engenheiro de Produção e Administrador de Empresas: disciplinas comuns na formação, mas atuações diferentes.
Engenheiro de Produção e Administrador de Empresas: disciplinas comuns na formação, mas atuações diferentes.

 

Uma dúvida frequente refere-se ao profissional de Administração de Empresas disputar oportunidades de trabalho com o engenheiro de produção.

A grade curricular das duas faculdades tem disciplinas realmente similares, como gestão, economia e finanças.

Em um curso de Engenharia de Produção essas matérias são mais abrangentes, incluindo conteúdos das Ciências Exatas, como a Matemática, a Física e a Estatística.

Além disso, a Engenharia de Produção está focada na tecnologia, aplicada logo nos primeiros anos da faculdade.

A diferença básica entre os dois profissionais é que o engenheiro de produção resolve problemas que envolvam tecnologia, enquanto o administrador tem foco nas questões administrativas.

___________________________________

 

 

Como escolher uma Faculdade de Engenharia de Produção?

 

Escolher uma Faculdade de Engenharia de Produção requer informações importantes sobre a instituição de ensino.
Escolher uma Faculdade de Engenharia de Produção requer informações importantes sobre a instituição de ensino.

 

Agora, algumas dicas valiosas para quem está na fase de escolher uma faculdade.

Mais do que investir em qualificação profissional, na hora de buscar um curso, preste atenção ao programa.

1 – Escolha a instituição que ofereça vivência da profissão, a partir de estudos de casos reais. Isso gera um diferencial no início de sua carreira;

2 – Verifique também se há disciplinas ligadas à sustentabilidade socioambiental, porque hoje as empresas têm desafios grandes de mercado ligados a essa área, demandando verdadeiros engenheiros-cidadãos.

 

_______________________________

 

Viu só quanta dica interessante e como é amplo o campo de atuação de um engenheiro de produção?

Resumindo, esse profissional tem uma formação multidisciplinar, com foco em gestão e na resolução de problemas tecnológicos.

Essa formação abre portas para as mais diversas funções, o que aumenta as chances de empregabilidade!

 

BOA ESCOLHA E SUCESSO!

 

Fonte*: Dieese

 

Conheça os detalhes do curso de Engenharia de Produção do Senac.

 

Colaboração:
Sérgio Mancini, professor do curso de Engenharia de Produção do Centro Universitário Senac – Santo Amaro.

 


Comentários

Comentários