Por que estudar moda no Senac?

Uma aluna e uma ex-aluna de modelagem e de estilismo contam por que decidiram fazer esses cursos e estudar moda no Senac.

brenda
Brenda Colautti

Não se engane com a pouca idade da ex-aluna do curso de bacharelado em Design de Moda – Estilismo, Brenda Colautti. Com apenas 25 anos, ela possui um currículo invejável. Já trabalhou como assistente de figurino do Cirque Du Soleil e, após atuar no universo de produção de moda, desfiles e revistas, trabalha como produtora de grandes eventos como Rock in Rio e Olimpíadas.

Brenda cursou Estilismo de 2009 a 2012 e explorou ao máximo as oportunidades na área. Trabalhou como assistente de produção em revistas da Editora Abril; assistente de estilo em uma marca de sapatos; encarregada de produção em uma confecção; como assistente de figurino em comerciais e ainda como estilista da marca Vanilla.

Natasha Mohor Iwanura
Natasha Mohor Iwanura

Natasha Mohor Iwanura, 30 anos, é aluna do sétimo período do curso de bacharelado em Design de Moda – Modelagem. Ela, que ingressou em 2013, está na reta final da graduação, desenvolvendo o TCC (trabalho de conclusão de curso).

Proprietária da rede Canal Store, empresa que trabalha com confecção própria, além de vender peças multimarcas, Natasha administra o negócio, que já tem dez anos, junto com a família, coordenando a linha de roupas de marca própria desde o processo da criação e modelagem até a aprovação no ponto de venda.

 
1) Por que vocês escolheram o curso de Modelagem e de Estilismo?

Brenda – Eu sempre me interessei por moda e sabia que queria esse curso.

Natasha – Eu sempre quis fazer moda e sinto que a visão das pessoas e do mercado sobre a graduação nessa área mudou bastante de dez anos para cá. Antes, diante da necessidade da aprovação dos pais em relação à carreira, era melhor fazer primeiro um curso mais “sério”, promissor e tradicional para depois pensar em fazer moda. Mas isso mudou. A área tem muito mais projeção. Se uma visão anterior classificava a moda como “coisa de patricinha”, hoje exportamos criatividade e design.

2) Por que vocês escolheram estudar no Senac?

Natasha – Eu cheguei a pesquisar outras universidades quando estava procurando pelo curso, mas o Senac, definitivamente, é a única faculdade que oferece um curso de moda com modelagem na grade curricular de forma mais extensa. Os outros têm apenas uma passagem breve por essa parte que é absolutamente fundamental para a engrenagem da moda. A formação do Senac é a melhor. Hoje eu confiro tudo em uma roupa. Antes, eu não tinha tanta base sobre a parte técnica têxtil e de modelagem. Atualmente já tenho muito mais confiança para fazer esse tipo de serviço e conferência. Afinal, modelagem é assim: deu certo? Manda para produção.  Não deu certo? Começa de novo. E tempo é dinheiro, pois a modelista e a piloteira estão sendo pagas, têm custo.


A formação do Senac é a melhor. Hoje eu confiro tudo em uma roupa. Antes, não tinha base para verificar caimento do tecido. Porque modelagem é assim: deu certo? Manda para produção.  Não deu certo? Começa de novo.

Natasha Mohor Iwanura


 

 

Brenda – Algo me encantou ali no campus quando fui conhecer. Já havia sido aprovada em outras instituições, mas era o Senac que eu queria. Sabe amor à primeira vista? Acho que foi isso. O Senac tem um centro universitário como poucos, com um reconhecimento absurdo e parcerias fortes. Mas, além disso, o que mais me atraía era a proximidade da faculdade com o mercado de trabalho. Eu buscava um curso que fosse pé no chão. Moda não é só sobre inspiração e criação, é importante saber o que vai ter lá fora te esperando quando você sair, e o Senac ensina isso.

Para conhecer o Centro Universitário do Senac, agende uma visita guiada clique aqui.


O que mais me atraía era a proximidade da faculdade com o mercado de trabalho. É importante saber o que vai ter lá fora te esperando quando você sair, e o Senac ensina isso.

Brenda Colautti


 

3) Como foi e está sendo a graduação de vocês?

Brenda – Foi ótima. É muito bonito perceber o quanto crescemos dentro do Senac, como amadurecemos e descobrimos o que queremos ser como profissionais. Aprendi muito durante os quatro anos de formação e conheci pessoas maravilhosas: professores, coordenador, colegas de sala, todos contribuíram para o meu crescimento pessoal e profissional. Também me surpreendi com a quantidade de atividades além da sala de aula, nas quais tive oportunidade de me envolver.

Natasha – O curso dá uma noção plena do trabalho na indústria envolvendo toda a cadeia de produção. Coloca, inclusive, a gente a  trabalhar sob pressão. O pessoal acha que no curso de moda vai ficar só desenhando e não é nada disso. Trata-se de uma formação completa. Tem que costurar muito e estudar: moda, sociedade, cultura e comportamento, ou seja, é muito mais do que corte e costura. Além disso, é preciso fazer testes. Quando a gente monta uma coleção, a margem para erros é pequena. Sem contar que, hoje, não há apenas coleção verão e inverno, existem muitas outras entre elas, o que diminui o tempo para erros durante o desenvolvimento e a produção.


4) Como os cursos formaram e formam para o mercado?

Brenda O Senac me mostrou de perto como o mercado funciona. Ter professores com uma superexperiência com o mundo lá fora me ajudou muito a entender essa dinâmica de trabalho. Conheci pessoas que se formaram em outras faculdades acreditando que a vida seria apenas glamour, e não é bem assim. Para trabalhar com moda tem que ter muita determinação, porque não é fácil.

Natasha – Como eu trabalho com um negócio familiar de comércio de moda, a formação têxtil foi essencial, tive uma professora excelente: Mitiko Medeiros, que me ajudou demais. Aprendi muito. Em muitos momentos, pude contar com a ajuda dos professores também para tirar dúvidas. Por exemplo, para a gradação de modelagem, a professora Daniela Nunes foi essencial. Foram verdadeiras consultorias que me fizeram resolver muitos problemas do meu trabalho. Além disso, eu sempre procurei trabalhar com materiais diferentes e quis mexer com couro. E, no Senac, se você mostrar interesse na área em que pretende atuar, os professores te orientam e ensinam mesmo que muitas vezes isso não esteja no programa.

Para conhecer mais sobre os cursos de graduação de Modelagem e Estilismo ou fazer sua inscrição no processo seletivo, clique aqui.


Comentários

Comentários