Tecnologia e saúde: 8 oportunidades de trabalho na área de radiologia

Saiba mais sobre as opções de formação, as diferentes oportunidades de trabalho e outras informações do mercado de radiologia.

As oportunidades de trabalho na área de radiologia vão além dos exames de raio-x.
As oportunidades de trabalho na área de radiologia vão além dos exames de raio-x.

 

Você realmente conhece as oportunidades de trabalho na área de radiologia para quem faz um curso superior ou técnico?

Provavelmente, quando ouve falar em radiologia, você logo pensa em profissionais responsáveis pelos exames de raios-x, não é mesmo?

Mas você sabia que, com o avanço da tecnologia, as oportunidades de trabalho nessa área se expandiram para outros setores?

Em outras palavras, profissionais de radiologia, que geralmente trabalham operando equipamentos para produzir imagens radiográficas, podem explorar outras possibilidades em diferentes setores.

Que tal conhecer um pouco mais sobre esse mercado?

Antes de apresentarmos as alternativas que o mercado de radiologia oferece, é importante reforçar que, para trabalhar no setor, são obrigatórios o diploma em curso técnico ou superior de radiologia e o registro no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia.


Oportunidades de trabalho na área de radiologia

 

Quem tem formação na área de radiologia costuma trabalhar em hospitais, clínicas de diagnóstico por imagens ou em empresas do setor.

Não é por menos. A própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda a contratação de profissionais para garantir a qualidade do serviço de radiologia e a segurança da equipe e de pacientes.

Além disso, uma vez que hospitais e clínicas investem em alta tecnologia, eles precisam de profissionais com qualificação completa para operar esses equipamentos.

Mas, ao contrário do que muita gente pensa, ter um curso na área de radiologia oferece também outras possibilidades de atuação.

Interessante, não?


Conheça 8 oportunidades de trabalho na área de radiologia

 

Conhecer as oportunidades de trabalho na área de radiologia é essencial para quem quer começar uma carreira.
Conhecer as oportunidades de trabalho na área de radiologia é essencial para quem quer começar uma carreira.

 

Se você ficou com vontade em trabalhar nessa área, saiba que fazer uma faculdade ou um curso técnico em radiologia pode te abrir as portas para um mercado bem amplo.

Confira as possibilidades:

 

1. Radiologia forense

Já pensou em trabalhar ajudando em uma investigação criminal?

Essa área da radiologia faz parte da medicina legal, que estuda e esclarece casos de morte: seja de origem criminosa, natural ou acidental.

Na radiologia forense, o profissional auxilia a equipe a obter provas sem danificar o corpo. Exemplo: buscar por projéteis em um cadáver ou saber o grau de comprometimento de órgãos após um trauma. Interessante, né?

 

2. Radiologia industrial

Como falamos no começo deste conteúdo, a atuação de profissionais da radiologia não está restrita ao mercado de saúde.

Na radiologia industrial, por exemplo, são executados procedimentos utilizando a radiação em peças, materiais e processos de fabricação, para analisar e identificar possíveis defeitos não visíveis a olho nu.

Pode trabalhar em portos, aeroportos, indústrias automobilísticas e de aviação. O diferencial dessa atuação está na possibilidade de identificar danos no material sem alterar ou comprometer sua estrutura.

Para atuar nessa função é necessário, inclusive, uma habilitação pela Comissão de Energia Nuclear (CNEN).

 

3. Radiologia veterinária

Nesse trabalho, profissionais de radiologia geram imagens da arcada dentária de pacientes.

Esses exames vão desde a geração da imagem de um dente até a visualização de toda a arcada dentária de uma pessoa, que auxiliam em diferentes diagnósticos e tratamentos odontológicos, como implantes dentários.

 

4. Radiologia odontológica

Nesse trabalho, o profissional de radiologia gera imagens da arcada dentária do paciente. Esses exames vão desde a geração da imagem de um dente até a visualização de toda a arcada dentária de um paciente, que auxiliam em diferentes diagnósticos e tratamentos odontológicos, como implantes dentários.

 

5. Radiodiagnóstico médico

Além de raios-X, quem trabalha com radiologia atua na produção de materiais de outros exames, como mamografia, tomografia computadorizada, densitometria óssea, ressonância magnética e hemodinâmica, e nos tratamentos em medicina nuclear e radioterapia.

Essas imagens ajudam a equipe médica a definir um diagnóstico preciso e, por consequência, a estabelecer o tratamento adequado de doenças.

 

6. Pesquisa Acadêmica

Nas instituições de ensino superior, é possível atuar como docente ou na área de pesquisa, buscando aprimoramento ou novas tecnologias para o setor.

Em instituições públicas, como a CNEN, o trabalho pode se estender à descoberta de novas tecnologias para a irradiação em alimentos.

 

7. Gestão de unidades de diagnóstico

Em hospitais e clínicas de saúde, profissionais podem atuar na organização e gestão de unidades e serviços de diagnóstico e tratamento por imagem.

Entre as atribuições, está a supervisão de proteção radiológica nesses ambientes.

 

8. Fabricantes de equipamentos e desenvolvedores de softwares

Outra atuação para profissionais de radiologia é em fabricantes de equipamentos, desenvolvedores de softwares e soluções tecnológicas voltados ao setor.

Aqui, é possível trabalhar como Application, profissional responsável pela apresentação, configuração, ajustes finais, treinamento de operação e suporte remoto para toda a equipe médica e operacional.

 

Mercado e formação

 

Radiologist Reading X-Rays
Oportunidades de trabalho na área de radiologia: mercado dinâmico que exige profissionais qualificados.

 

Já deu para perceber que a radiologia oferece boas oportunidades de trabalho, mas é um mercado exigente e bem dinâmico.

Na prática, isso significa que o setor demanda de profissionais uma formação completa para atuar em diferentes especialidades.

É importante estar por dentro da crescente inovação tecnológica, que inclui o processamento digital e tratamento de imagens radiológicas. Em outras palavras, o processo de aprendizagem nunca para.

As possibilidades de formação na área de radiologia são bastante amplas: vão de cursos técnicos até superiores e cursos de especialização.

As funções e responsabilidades na carreira vão depender de fatores como o nível de formação, experiência e o local de trabalho.

De qualquer forma, para atuar na área, é necessário obter o registro no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia.

 

Graduação x Curso técnico

 

Saiba que você tem dois caminhos diferentes para iniciar a carreira: a faculdade ou um curso técnico.

O curso Tecnologia em Radiologia forma profissionais de nível superior para atuar nas mais variadas oportunidades do mercado e em várias modalidades do setor de diagnóstico por imagem. Para ingressar na faculdade, exige-se o ensino médio completo.

Ao todo, o curso possui três anos de duração – ou seis semestres. Vale lembrar que existe a possibilidade de eliminação de um ano de curso para quem tem formação técnica em radiologia.

A partir do terceiro semestre, estudantes já podem buscar estágio para colocar o aprendizado em prática e conhecer o mercado.

Concluída a faculdade, você pode avançar seus estudos na pós-graduação ou em cursos de extensão universitária.

Afinal, aprimorar seus conhecimentos ou mesmo se tornar especialista em um nicho de atuação pode significar mais reconhecimento no mercado e salários maiores.

Por sua vez, o curso técnico em Radiologia forma profissionais dentro de dois anos. Quanto aos pré-requisitos, é preciso ter, no mínimo, 18 anos e ensino médio completo.

Tanto as aulas do curso técnico quanto as do curso superior de Tecnologia em Radiologia são marcadas por muita prática.

Você coloca a mão na massa, aprendendo a operar equipamentos para realizar exames e tratamentos em qualquer parte do corpo.

E quem faz o curso técnico em Radiologia também pode aprofundar seus estudos e buscar melhores remunerações. Aqui, estamos falando da especialização técnica – ou pós-técnico.

Por fim, vale reforçar que as pessoas que concluíram o curso técnico em Radiologia podem buscar uma formação superior, fazendo o curso Tecnologia em Radiologia.

Trata-se de um caminho interessante a trilhar para abrir mais portas no mercado de trabalho. E, como falamos anteriormente, quem tem formação técnica em radiologia pode eliminar um ano do curso superior.

Onde estudar para conquistar as oportunidades de trabalho na área de radiologia?

 

Trabalho na área de radiologia: escolha uma instituição que ofereça boa infraestrutura.
Ter acesso a bons laboratórios durante a formação pode ser um diferencial na conquista de oportunidades de trabalho na área de radiologia.

 

Independentemente da sua escolha, faça uma boa pesquisa em relação à instituição de ensino onde pretende estudar.

Diante dos desafios da área, estudar em uma instituição que te ofereça uma formação ampla, diversificada e que desenvolva uma sólida base técnica e teórica faz toda a diferença.

Para tomar uma decisão acertada da instituição de ensino, você deve levar em consideração os seguintes pontos:

– corpo docente: professores com ensino superior na área e atuantes nesse mercado contribuem para a sua formação.

– infraestrutura e laboratórios: equipamentos modernos e aulas práticas ajudam na aprendizagem.

– grade curricular: disciplinas alinhadas com as inovações tecnológicas da área.

– metodologia de ensino: ter base teórica e vasto conteúdo prático.

 

O estágio é obrigatório para esse curso?

 

Sim, o estágio é obrigatório tanto para o curso Tecnologia em Radiologia quanto para o curso técnico em Radiologia.

Mais do que cumprir a legislação, essa experiência é importante para você vivenciar a teoria e a prática estudadas nas aulas.

 

Quanto ganha profissionais de radiologia?

 

A Lei nº 7.394, de outubro de 1985, regulamenta o exercício da profissão de técnico em radiologia.

Conforme a legislação, o piso salarial equivale a dois salários mínimos federais mais 40% de risco de vida e insalubridade.

Aqui, é importante destacar que não existe lei que regulamenta tecnólogos em radiologia. Portanto, não há um piso salarial para essa categoria.

E então, conseguiu encontrar afinidade com alguma das áreas que o mercado de trabalho em radiologia oferece?  Está pensando em fazer o curso e iniciar na carreira?

Conheça:

O curso de graduação Tecnologia em Radiologia do Centro Universitário Senac.
O curso Técnico em Radiologia nas unidades do Senac.

 

Colaboração:
Oliveira Martins de Barros – mestre em Engenharia Biomédica, pós-graduado em Operação de Equipamentos em Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética e em Radiologia Industrial. Tecnólogo em Radiologia Médica. É professor e responsável pela coordenação do curso de Tecnologia em Radiologia, no Centro Universitário Senac.

Comentários

Comentários